segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Sobre a estrada sombria vejo pequenas vilas com fogueiras ainda em brasa  , assim como um deserto que envolve um  coração e me faz deixar tudo de lado entregando todo meu sentimento soturno e sombrio aos encantos da Lua e dos acordes do réquiem onde minha alma se entrega aos encantos da Floresta Negra .
Entre lápides  , estátuas de mármore que simboliza o descanso eterno daqueles que um dia acreditaram em alguma coisa que por si só fui deixando tudo isso de lado .Ao senti a neve cair sobre me caminho que na soturna agonia escuto lamentos de um passado distante que fez parte de um mundo que resolvi deixar no  esquecimento e apenas viver um dia após o outro como se fosse os últimos momentos dessa vida !

terça-feira, 6 de junho de 2017

 Sobre o som da chuva deixo o destino escolher seu próprio destino,assim como as pegadas que fui deixando ao longo do caminho sombrio de uma natureza lúgubre e sem saber o que iria achar daqui para frente. Na maioria das vezes deixei-me levar pelo som dos ventos que aos poucos iriam mostrando  pequenas vilas com uma historia de dor e sofrimento e uma cultura que tentava descobrir onde poderia descansar minha alma e mente pois era o que me importava naquele momento . Vinde a mim novas culturas e descobertas onde jamais imaginei que acharia respostas de todas minhas perguntas .

  Caí a noite o frio intenso se mistura ao aroma das Rosas Negras que por si só trazem um mistério entre  árvores secas pelo início da quedas das folhas que anunciam o outono fúnebre entre lápides e esculturas de mármore.

domingo, 13 de novembro de 2016

   
                                           
       Ao caminhar em busca de algum lugar pra descansar após uma longa jornada o que apenas encontrei foram o silêncio que as vezes era quebrado com som do vento soprando sobre mim a luz pálida da lua certas vezes iluminava o caminho mas aos poucos avistava algumas vilas sem nenhum sinal de vida apenas fogueiras em brasas e me perguntava todo tempo o que poderia ter acontecido ali ,momentos sombrios de uma natureza fúnebre onde o sentimento de estar vivo e morto ao mesmo tempo andavam lado a lado .
 Chegando em uma cidade pequena de poucas pessoas avistei uma casa simples com a luz bem fraca como a de uma vela realmente era simples a casa e ali se encontrava uma menina que era única pessoa morando naquela pequena cidade onde tudo era um mistério até então pra mim.
Foi que ao fundo vi um jardim e um som sombrio ecoava como lamentos de uma soturna agonia e neste jardim havia rosas negras que deixava mais sombrio e envolvido por uma névoa que escondia as lápides e esculturas em mármore
Ao olhar para atrás vi novamente a menina que morava naquela simples casa onde uma voz doce ecoou e disse assim o que você viu aqui jamais será esquecido mas preciso revelar uma coisa e descansar minha alma e seguir seu destino essa imagem de uma menina simples é uma forma de me proteger pois não sou tão simples como imagina tenho um mistério envolvendo-me por toda eternidade sou uma Bruxa e essa cidade foi o restou assim como eu de Salém ,a Cidade das Bruxas !

sábado, 22 de outubro de 2016


  No início apenas um caminho distante que jamais achei que encontraria ali naquela solidão sombria nas tardes de inverno,vi muitas coisas ,muitos lugarejos pequenas vilas onde apenas uma luz bem fraca tentava quebrar a escuridão.

   Minha alma descansa sobre o silêncio das tardes cinzentas daqueles que por si só tentaram resgatar há anos tudo aquilo que ficou escondido ou esquecido dentro desse coração negro e sentindo o aroma das rosas negras que por si só e sejam simplesmente todo sentido sombrio de ver as fogueiras ainda em brasa esperando uma nova razão por mais sombria que seja .

sábado, 25 de junho de 2016

terça-feira, 7 de junho de 2016